Saiba qual a melhor opção de vidros para cada cômodo de sua casa

O vidro é uma peça fundamental de decoração e composição de ambientes. A escolha de um vidro específico faz toda a diferença no visual, na iluminação, proporcionando privacidade, divisão de cômodos, entre outras funções. Conheça alguns tipos de vidro e saiba qual usar na sua casa:

O vidro comum e seus derivados

O vidro float, o comum, produzido por uma mistura sílica (areia), potássio, alumina, sódio, magnésio e cálcio. É o mais econômico e pode variar de cor de acordo com a necessidade do ambiente. O float é mais usado em janelas, mas não é recomendado para muitos ambientes devido a sua baixa resistência. O vidro comum serve para a produção de outros tipos mais resistentes.

O vidro refletivo ou espelhado é produzido a partir do vidro float e leva camadas metalizadas a mais. É muito comum vê-los em fachadas de prédios comerciais por proporcionarem elegância e sofisticação, mas a sua função principal é refletir os raios solares e reduzir o calor nos ambientes internos. Outro vidro com esse recurso é o vidro duplo. Com dupla camada de envidraçamento, é possível combinar duas características de diferentes tipos de vidro.

O vidro acidado leva esse nome por entrar em contato com ácidos no seu processo de fabricação. O resultado é um vidro suavemente opaco em diferentes colorações. É muito usado em portas de entrada, divisórias e móveis. Já o vidro blindado é composto por várias camadas de vidro comum, intercaladas por vidro laminado com polímeros (borracha ou celulose), policarbonato (plásticos) e PVB, o polivinil butira (película plástica e elástica). É o vidro perfeito para proteção em qualquer cômodo da casa.
Outra opção é o Serigrafado, que pode ter cores e texturas que controlam o nível de luz nos ambientes. Ideal para divisória de escritórios e salas. O antirreflexo é muito usado em quadros e cristaleiras e também em salas e janelas. O vidro insulado é recomendado para aproveitar o máximo da luz natural sem aquecer o ambiente, já que é formado por duas placas de vidro, unidas por alumínio. O tipo jateado passa por um processo que o deixa áspero. É recomendado para janelas de banheiro pois proporciona privacidade.

Vidro temperado: versátil e seguro

É o vidro ideal para portas e janelas; pode ser usado também em box para banheiro e divisórias para casa. Como o próprio nome sugere, o vidro temperado passa por um processo térmico a mais que o vidro comum, sendo o seu ponto forte a resistência que é cinco vezes maior que a do vidro comum. A sua selagem não permite que, quando quebrado, ele estilhace.

Vidro laminado: conforto e privacidade

Também é um vidro seguro, pois é formado por duas camadas de vidro e uma película de resina ou PVB entre elas. Este tipo de vidro é recomendado para controlar ruídos e garantir uma boa acústica interna. É muito comum em janelas e varandas. Quando quebrado, os seus cacos não se espalham graças à película interna. É ideal para quem busca privacidade.
Derivado do laminado, no processo de produção do vidro craquelado o vidro temperado interno é quebrado e os cacos aderem à película plástica e ficam embutidos nas lâminas externas. É usado para dar um visual diferenciado aos móveis em mesas de salas de estar ou jantar.